PY2GEA
Grêmio de Radioamadores da Rodada Encontro de Amigos

Spinning: a Sensação do Momento nas Academias

As aulas de spinning andam lotadas, concorridas, disputadas! Esta prática se transformou na nova moda das academias. Mas o que pode haver de novidade em um exercício executado sobre uma bicicleta estacionária, prima moderna da tradicional ergométrica – presente há tantos anos em residências e academias?
Na verdade, a natureza do exercício é a mesma: predominantemente aeróbio e muito cíclico (contínuo), o treinamento na bicicleta proporciona ao praticante condicionamento físico e grande consumo calórico. Como resultado, benefícios cardiovasculares e emagrecimento. A musculatura das coxas e pernas é muito exigida e, dependendo da posição adotada, muitos outros grupamentos musculares são exercitados também.
A grande novidade, porém, é a estratégia de motivação adotada no programa de spinning: ao contrário da ergométrica, a aula é realizada em grupos, com música, enquanto um professor orienta simulações de passeios – como mountain bike – com percursos variados, subindo e descendo colinas, acelerando nas retas e dando oportunidade para o praticante experimentar diversas posições ao pedalar (em pé ou sentado, por exemplo). Para os alunos avançados, o percurso é mais acidentado e o treinamento passa a ter maior intensidade, com alguns segmentos de grande sobrecarga e outros mais leves, intercalados em um formato de aula do tipo "interval training".
A bicicleta também ganhou novo desenho: tem um guidão que permite várias posições para mãos e braços, selim ajustável (para a frente, para trás, para cima e para baixo) e pedais com presilhas (que, ajustadas aos pés, permitem não somente empurrar o pedal para baixo como também tracioná-lo para cima). Assim, se você curte pedalar de vez em quando, uma boa maneira de manter a forma são as aulas de spinning. Experimente!

Obs.: Este texto foi extraído de pesquisas na internet. O original se encontra arquivado

Volta PY2GEA Volta Saúde