PY2GEA
Grêmio de Radioamadores da Rodada Encontro de Amigos

Dor de cabeça, cefaléia ou enxaqueca?

Dor de cabeça é um sintoma que pode ser proveniente de múltiplas causas. Qualquer uma das estruturas da cabeça pode sofrer processos dolorosos, incluindo músculos, vasos, nervos, ossos, dentes, olhos e seios da face. Entre esses componentes, os mais comprometidos por processos dolorosos habitualmente chamados de dor de cabeça são os músculos e os vasos. A enxaqueca é um tipo de cefaléia causada por alterações dos vasos sangüíneos.
No início ocorre uma vasoconstrição, ou seja, o calibre dos vasos diminui, fazendo com que haja menor quantidade de sangue disponível ao tecido cerebral. Depois desta vasoconstrição, ocorre uma vasodilatação. Como a caixa craniana é fechada, quando os vasos sangüíneos aumentam de calibre, ocorre um aumento da pressão intracraniana, o que causa a dor.
Os tipos de enxaqueca mais habituais são a clássica e a comum. Na enxaqueca clássica, uma "aura" antecede as crises de dor de cabeça. Ela é causada pela baixa oxigenação do tecido cerebral durante o período de vasoconstrição, no qual o paciente pode sofrer de alucinações visuais, olfativas ou auditivas. Podem ainda ocorrer desmaios ou períodos de confusão mental. Depois desta fase, o paciente começa a sentir dor, geralmente de um lado da cabeça (hemicrânica), latejante, de intensidade moderada a forte, com duração variável (minutos a dias), acompanhada de náuseas e vômitos e que piora com o barulho e a claridade e melhora com o sono
A enxaqueca comum é muito semelhante à clássica, exceto pelo fato de não vir precedida por "aura". Fora da infância, a maioria dos portadores de enxaqueca é formada por mulheres e muitas vezes está relacionada com o ciclo menstrual, principalmente no período pré-menstrual.

Obs.: Este texto foi extraído de pesquisas na internet. O original se encontra arquivado

Volta PY2GEA Volta Saúde