PY2GEA
Grêmio de Radioamadores da Rodada Encontro de Amigos

Dez Dicas para uma Gravidez Saudável

Continuando com temas relacionados ao mês de maio, dedicado às mães, passaremos algumas dicas para ter bebês saudáveis e que podem ajudam a evitar problemas durante a gravidez e o parto. Confira:
Nutrição – Você deve continuar se alimentando por uma, não por duas pessoas. Uma grávida necessita, em média, de apenas
300 calorias a mais por dia. Mantenha hábitos alimentares saudáveis ingerindo verduras, frutas, cereais, leite e proteínas. A alimentação saudável é rica em vitaminas e sais minerais, fundamentais neste período.
Vitaminas – É importante procurar seu médico desde o início da gestação para que ele oriente o uso de suplementos de vitaminas . Algumas delas são necessárias para o bom desenvolvimento do feto, mas só use essa complementação sob orientação médica.
Álcool – Evite. Não são conhecidos com exatidão os efeitos do álcool quando ingerido durante a gravidez. Ele atinge o feto pela placenta, pode restringir o crescimento e causar complicações cardíacas e má-formação facial . Além disso, o consumo de álcool na gestação é a maior causa de retardamento mental não-genético.
Fumo – Pare. Fumantes são mais susceptíveis a abortos ou a dar à luz a bebês prematuros . Além disso, aumenta o risco de resfriados, problemas cardíacos, infecções nos ouvidos e no trato respiratório superior e síndrome de morte súbita. O ganho de peso do bebê ainda fica afetado.
Aumento de peso – A maioria das mulheres deveria elevar seu peso em 9 a 12 quilogramas . Ganhar menos peso do que esta média pode alterar o tamanho do bebê.
Exercícios – Evite exercícios que exponham o abdome a potenciais traumas. A maioria dos médicos aconselha evitar patinação, andar de bicicleta ou fazer exercícios bruscos após a vigésima semana, pois a partir dessa data é mais fácil ocorrer uma queda que machuque o útero. Ande, nade, corra; mas cheque sempre sua pulsação para ter certeza de que ela não está acima de 140 batidas por minuto, por mais de 20 minutos. Isto poderia desviar muito sangue do feto.
Sexo – Divirta-se. O movimento do fluido amniótico abranda o bebê .
Medicamentos – Converse com seu médico para saber exatamente que remédios você pode ou não utilizar. Se você toma algum medicamento de uso contínuo , informe seu médico assim que souber que está grávida. Ele poderá avaliar se existe algum risco e, se for o caso, prescrever algum outro tratamento que não traga os mesmos riscos.
DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis) – Faça testes de HIV (AIDS), sífilis e gonorréia – preferencialmente antes de engravidar. A gonorréia pode infectar os olhos do bebê no nascimento, e a sífilis pode causar má-formação congênita. Certos medicamentos podem reduzir significativamente o risco de transmissão de AIDS da mãe para o filho.
Cintos de Segurança – Use sempre. Não utilizá-los é uma das maiores causas de morte fetal. Num acidente automobilístico, o cinto é, de longe, menos capaz de machucar o bebê do que o pára-brisas do carro.
Gostaríamos de lembrar, porém, que as informações acima são apenas dicas. Elas não substituem as orientações do seu médico.

Obs.: Este texto foi extraído de pesquisas na internet. O original se encontra arquivado

Volta PY2GEA Volta Saúde