PY2GEA
Grêmio de Radioamadores da Rodada Encontro de Amigos

Caspa e Dermatite Seborréica

Caspa é uma das manifestações leves da dermatite seborréica, um distúrbio da pele que afeta o couro cabeludo. Ela pode ser identificada por dois sintomas básicos: a descamação e a coceira (prurido).
A descamação produz flocos brancos e secos, cujo tamanho depende da gravidade do distúrbio. Da mesma maneira, a coceira tem diferentes
intensidades e em alguns casos incomoda muito.
Apesar do desagradável efeito estético, seria um erro acreditar que a caspa é sinônimo de falta de
higiene. Ela está presente, inclusive, em algumas pessoas que adotam excessivos cuidados.
A dermatite seborréica é uma doença não contagiosa de pele bastante comum. Segundo recentes pesquisas, é causada pelo
fungo pityrosporum ovale. Em nosso couro cabeludo, há um número de fungos e bactérias que convivem bem, sem causar problemas: são chamados de flora normal e podem ser encontrados em várias regiões do corpo. Entre eles está o pityrosporum ovale que, quando presente em grande quantidade, causa a caspa e a dermatite seborréica.
Vários fatores contribuem para o aparecimento ou a piora da caspa: clima, fadiga, transpiração, umidade,
alterações hormonais, doenças graves, hereditariedade e estresse.
Para tratar a caspa, pode-se utilizar um xampu medicinal que tenha atividade contra este fungo. Com a sua redução, há uma intensa diminuição da reação inflamatória e o desaparecimento dos dois sintomas principais da doença: a descamação e a coceira. Independentemente do tratamento utilizado, estes incômodos podem reaparecer. É por isso que o tratamento de
manutenção é necessário.
Consulte seu médico sobre a possibilidade de utilizar
xampus medicamentosos, caso você apresente os sintomas relacionados à caspa ou à dermatite seborréica.

Obs.: Este texto foi extraído de pesquisas na internet. O original se encontra arquivado

Volta PY2GEA Volta Saúde