PY2GEA
Grêmio de Radioamadores da Rodada Encontro de Amigos

Adesivos Transdérmicos

Hoje, os pacientes com necessidade de tomar medicamentos já contam com "Adesivos Transdérmicos". Colocados sob a pele transferem a medicação para a corrente sanguínea e desta forma subustiuem os tradicionais medicamentos em forma de cápsulas, pílulas, comprimidos, suspensões, xaropes, injeções, etc.
Para dores crônicas, pressão alta, problemas cardíacos, fumantes, menopausa, etc já existe "Adesivos Transdérmicos". A principal vantagem do uso destes adesivos, é a de eliminar ou reduzir os efeitos colaterais.
A transferência do medicamento por adesivos, é de nível constante por um maior período de tempo, diminuindo a necessidade de tomar comprimidos frequentemente.
A aprovação do paciente ao tratamento é maior. Dependendo do tipo do adesivo, fornece uma dose imutável de 12, 16 e de até 72 horas e pode ser colocado no braço, costas, peito e até detrás da orelha. Devido a pele humana agir como um obstáculo às moléculas estranhas, para que o medicamento alcançasse a corrente sanguínea foi necessário que suas moléculas fossem pequenas e suficiente para se pôr ao través das camadas da pele. Para alcançar seu alvo terapêutico, o remédio deverá se manter eficiente após sua trajetória através da pele e da corrente sanguínea e ainda, tanto o medicamento quanto os demais componentes do adesivo, devem ser quimicamente compatível com a pele para evitar reações alérgicas.
Consulte seu médico para vefiricar a existência do medicamentos transdérmicos, bem como analizar a possibilidade de você poder usá-los.
Nunca se automedica, você poderá agravar seu problema de saúde.
Obs.: Este texto foi extraído de pesquisas na internet. O original se encontra arquivado

Volta PY2GEA Volta Saúde